terça-feira, 11 de maio de 2010

Como cuidar das Orquídeas?



A orquídea pertence à maior família de planta que floresce (Angiospermas) e é através da flor que podemos identificar uma orquídea. A flor de uma orquídea é sempre formada por três sépalas, a parte externa da flor, e três pétalas, sendo uma modificada que recebe o nome de labelo, que é o mais atrativo de toda a flor, pois é nele que esta o órgão reprodutivo da flor, que na orquídea é algo que a diferencia de todas as outras flores, pois ao invés de ter ‘estiguimas’ e anteras, a orquídea possui tanto o órgão feminino fundido ao masculino formando uma estrutura que recebe o nome de coluna.

Esta família é composta por aproximadamente 35 mil espécies e mais de 150 mil híbridos, que estão espalhadas por quase todo o globo a não ser nas regiões muito inóspitas como os pólos e zonas desérticas.

Partes da Planta e Funções

Raiz: É a boca da planta, pois é um órgão especializado em absorção de água e nutrientes e também é responsável por fazer a fixação da planta no substrato.

Rizoma: É responsável pelo transporte de água e sais minerais para as folhas e por transportar o produto metabolizado nas folhas para toda planta, além de conter todas as gemas da planta que dará origem a bulbos novos e raízes novas.

Bulbo: É a caixa da água da orquídea, pois nele armazena uma grande reserva de água e nutrientes que manterá a planta viva, caso ocorra uma falta de água ou um problema nas raízes impossibilitando a absorção.

Folhas: Local onde ocorre o processo de fotossíntese que é a produção de alimento da planta, na folha também que acontece a respiração da planta, pois ali contém vários poros chamados de estômatos que são responsáveis por fazer a troca gasosa.


Cuidados

Rega: Fazer de uma a duas vezes por semana, mas freqüentemente no verão. Molhe o vaso por igual, tomando cuidado para não encharcar, o que poderia causar apodrecimento da raiz. O ideal e sempre colocar seus dedos no substrato, se estiver frio estará úmido espere secar. Se estiver seco, coloque água. Até vazar bastante pelos furos do vaso. A exceção são as ‘Vandas’ que precisão de água todos os dias.

Adubação: Como qualquer ser vivo, as orquídeas necessitam de nutrientes para que possam crescer e florescer melhor. Um exemplo de adubo é o N.P.K de preferência o 20-20-20 a não ser que sua planta esteja com alguma deficiência. Deve ser aplicado na diluição de um a dois gramas por litro, quinzenalmente e principalmente no substrato. É importante utilizar junto com este adubo formulado um adubo orgânico como o Bokashi. Este adubo é ótimo para acelerar a absorção dos microorganismos benéficos para sua planta, tornando-a mais forte e fazendo com que ela se desenvolva melhor e floresça mais.

Pragas e Doenças: O pulgão e a cochonilha são as duas principais pragas da orquídea, porém podem ser facilmente eliminados com inseticidas naturais como o Combate. O mesmo deve ser aplicado uma vez por semana durante o período de um mês para que esta praga seja totalmente eliminada.

Uma das principais doenças que prejudicam a orquídea é um fungo chamado ‘Cercospora’, espécie de manchas pretas na folha de forma circular com um centro amarelado. Pode controlada com o uso de produtos a base de sulfato de cobre. Caso use carvão em pó passe no local afetado, pois o carvão em pó é um ótimo fungicida natural.

Nenhum comentário: